Com intuito de evitar abusos e proteger os consumidores, o decreto nº 6.523 de Julho/2008 passou a vigorar sobre os serviços de atendimento ao consumidor – SAC – por telefone. Ele obriga, em alguns casos, as gravações das ligações telefônicas entre empresa e cliente.

 

 

No geral, se limitam neste decreto empresas prestadoras de serviços regulamentadas pelo Poder Público Federal como o setor de telecomunicações, planos de saúde, bancos, companhias aéreas, entre outras.

 

 

Contudo, independente do decreto, você sabia que a gravação dos atendimentos telefônicos pode ser muito vantajosa para a empresa e útil para o cliente?

 

Sim!

 

 

Mas antes de tudo, é importante mencionar que a gravação telefônica  só é permitida se ambas as partes estiverem cientes. Ou seja, para fins legais o cliente deve saber que está sendo gravado. O cliente ainda deve ter acesso ao número de protocolo da gravação caso deseje acompanhar sua solicitação.

 

Confira algumas vantagens:

 

– Prova em ações judiciais: tanto a empresa quanto o cliente se resguardam judicialmente em possíveis ações às quais a gravação sirva como prova.

 

– Acompanhar o desempenho dos colaboradores: é uma forma de reconhecer as falhas e melhorar a operação, usando dos bons exemplos para treinamentos.

 

– Garantir um atendimento de qualidade: é uma forma de manter a equipe alinhada e comprometida com os atendimentos.

 

– Monitorar o grau de satisfação do cliente: ter acesso a feedbacks dos clientes é fundamental para o sucesso dos negócios.

 

– Imagem de mais confiança: com a chamada gravada, o cliente possivelmente se sentirá mais seguro em relação à empresa. Desta forma, a empresa se posiciona com uma imagem de confiança.

 

 

Independente do porte e área de atuação da empresa, a gravação telefônica pode trazer muitos benefícios para o seu negócio.